Prevenção
voltar ao blog
22.3.2019

Câncer de Mama em Homens

O câncer de mama é cem vezes menos frequente em homens do que em mulheres.

Porém, entre os anos de 2005 a 2015, o número de óbitos causado por essa doença triplicou em homens. Somente no ano de 2015, foram 187 vítimas fatais, segundo uma pesquisa realizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Esse aumento dos casos mapeados pode estar relacionado ao aumento da conscientização sobre o câncer de mama em homens e ao consequente aumento do diagnóstico desses casos. Outro fator importante a ser considerado é que, infelizmente, ainda há um grande número de atestados de óbito com “causas indefinidas” no Brasil, o que impossibilita a exatidão no número de vítimas fatais por conta da doença.

No período de 2005 a 2015, o aumento de casos fatais de câncer de mama em homens ocorreu, principalmente, em pacientes entre 50 e 54 anos e maiores de 80 anos. Isso por que, muitas vezes, o paciente mais idoso ou seus familiares optam por não submeter o paciente a um procedimento mais invasivo como a cirurgia ou até mesmo à biópsia.

Nos Estados Unidos, houve um aumento de 20% no número de casos da doença desde 1970, Segundo o Instituto Nacional do Câncer (NCI) dos EUA, fatores como consumo excessivo de álcool, exposição à radiação e fatores genéticos podem estar ligados a esse aumento no número de casos nas últimas três décadas.

O câncer de mama masculino tem como principal fator de risco a alteração no gene BRCA2, relacionado ao processo de restauração do DNA. Por essa razão, a grande maioria dos casos de câncer de mama em homens está ligada à mutação nos genes herdados de familiares.

No caso do câncer de mama feminino, também há a possibilidade de mutação no BRCA2. No entanto, fatores como alterações do hormônio estrógeno e questões ambientais também podem estar relacionadas à formação da doença.

A chance de cura pode estar na detecção e diagnóstico precoce da doença, por isso, é muito importante estar atento aos sinais e realizar os exames médicos periodicamente.

Homem pode ter câncer de mama?

Segundo o Instituto Nacional de Câncer, cerca de 200 homens morrem de câncer de mama no Brasil a cada ano. Enquanto o número de mulheres que passam pelo mesmo é de cerca 14 mil. Confira nesse post como identificar os possíveis sinais de câncer de mama em homens.

E se você pudesse se juntar a Américas Amigas e doar uma mamografia a uma pessoa que não teria acesso ao exame se não fosse pela sua ajuda?

Basta fazer uma doação de qualquer valor aqui em nosso site.

A cada R$100,00 arrecadados, a Américas Amigas viabiliza uma mamografia para uma pessoa de baixa renda. O diagnóstico precoce aumenta as chances chance de cura do câncer de mama.

Quer saber mais sobre o câncer de mama em homens? Clique aqui e confira o artigo do Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Quer conhecer mais sobre a American Cancer Society? Clique aqui e acesse o website da organização.

Veja também

O que é o Programa Américas Amigas de Navegação de pacientes?

Modelo Americano de Assistência, a Navegação de pacientes foi introduzida no Brasil no início da década de 2010 e tem sido cada vez mais empregada por Organizações do terceiro setor, principalmente aquelas voltadas a oncologia.
saiba mais

Você sabia? Fique atenta a sua saúde

Um estudo da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica, indica queda de 46,4% no número de mamografias realizadas entre março e agosto de 2020, quando se compara ao mesmo período de 2019 (Abramed, 2020).
saiba mais

Câncer de mama dói?

Neste artigo, vamos esclarecer se o câncer de mama dói, para que você possa entender os sinais corretos e entender o quanto é relevante procurar um especialista, a fim de que sua saúde não seja comprometida.
saiba mais