Blog

Na luta contra o câncer de mama, a melhor arma é a informação.

Faça sua busca no nosso blog.
28/1/2020
Câncer de mama dói?

O câncer de mama é uma doença que preocupa as mulheres de maneira bastante impactante, pois afeta o sexo feminino com muito mais frequência que o sexo masculino e oferece riscos que não devem ser ignorados. Porém, é comum o desconhecimento sobre esse tipo de quadro, o que acaba impedindo um diagnóstico precoce e prejudica o êxito no tratamento. Neste artigo, vamos esclarecer se o câncer de mama dói, para que você possa entender os sinais corretos e entender o quanto é relevante procurar um especialista, a fim de que sua saúde não seja comprometida.

O câncer de mama dói?

Nem sempre o câncer de mama dói, pois as dores nos seios podem ser provocadas por fatores que não se relacionam a doenças mais agressivas.

É comum sentir dores nas mamas em alguns contextos, tais como:

  • nos meses iniciais da gravidez;
  • com uso de remédios;
  • excesso de leite no período de amamentação;
  • alterações de hormônios;
  • até com o surgimento de cistos benignos.

O câncer de mama dói, em geral, somente quando a doença já se encontra em estágios avançados, por isso mesmo todos os cuidados para a identificação imediata de ocorrência de câncer devem ser tomados por toda e qualquer mulher.  

Dessa forma, a consulta periódica ao mastologista e/ou ginecologista é fundamental para a prevenção dessa doença e até mesmo que seja feita sua identificação em seus estágios iniciais, quando a cura é mais assegurada e os efeitos da doença são menos agressivos.

Sinais normalmente identificados de câncer de mama

Alguns sinais são comuns para auxiliar de forma mais efetiva na identificação de possibilidade de surgimento de câncer de mama. Inchaço, vermelhidão, calor no local, nódulos e pele mais sensível são indicadores que podem sugerir o surgimento do câncer de mama; por isso, a importância da avaliação de um mastologista sobre esses sintomas. Até mesmo porque, a simples ocorrência desses sinais não é definitiva para se concluir que esteja ocorrendo câncer de mama, podendo ser inespecíficos. Apenas o exame clínico poderá afirmar com segurança e direcionar o melhor tratamento para o estágio de desenvolvimento da doença.

Dor na mama deve ser sempre investigada

Mesmo que a dor nos seios seja normalmente relacionada a fatores mais comuns que o de uma doença, em sua fase inicial é importante adotar cuidados sempre quando se sente algum tipo de incômodo, para que se possa identificar as causas das dores e combatê-las adequadamente. O autoexame nesses casos é uma boa maneira apenas de identificar o surgimento de nódulos (que podem ser benignos ou malignos) e, assim, avaliação médica e os exames complementares devem ser realizados para identificar as causas e os tratamentos corretos e mais eficientes. Fazer a mamografia periodicamente é a melhor indicação de garantia de saúde das mamas e segurança da mulher.

Dor nem sempre é câncer

Um tumor benigno está relacionado a uma disfunção denominada fibroadenoma, que ocorre, normalmente, em mulheres com menos de 30 anos e em casos de pessoas que já se submeteram a cirurgias. Nesses casos, é possível a remoção desses nódulos com pequenas cirurgias. Ou seja, felizmente, ocorrência de tumor não é mais sinônimo de sentença de morte para uma paciente.

Conclusão sobre câncer de mama e dor

Como vimos não se deve achar que o câncer de mama dói para somente após esse eventual sintoma se procurar a ajuda de profissional da saúde especialista em cuidar dessa região. Efetuar o autoexame é importante, mas não substitui um diagnóstico realizado por um médico e a realização de exames complementares, como a mamografia. Importante ter uma companhamento periódico das mamas mesmo que se realize o autoexame, garantindo assim sua saúde de maneira efetiva. Qualquer ajuda que precise a respeito de saber se câncer de mama dói, para informações sobre momento de prevenção ou o que fazer se a doença já estiver se desenvolvendo, conte com nosso apoio.

 

Fontes:

http://www.oncoguia.org.br/conteudo/8-mitos-sobre-nodulos-mamarios-que-voce-precisa-saber/9159/69/

https://www.femama.org.br/2018/br/noticia/diferenca-entre-fibroadenoma-e-cancer-de-mama

https://www.tuasaude.com/cancer-de-mama-doi/

Assine nossa news e receba nossas novidades
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.